Leia artigos do Deputado Milton Monti

O Brasil para ser passado a limpo

O Brasil avançou muito em vários aspectos essenciais nos últimos anos, sob a ação corajosa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas são enormes as carências que se acumulam em uma nação de proporção continental, como a nossa.

 
Página PrincipalFotos de eventos municipais e regionaisInformações úteis para gestores municipais - ministérios, órgãos públicos, indicadores municipais, secretarias regionaisNotícias e reportagensUtilidade Pública - informações úteis para cidadãos e empresas, como serviços disponveis para a população, concursos,  entre outrasLegislação - Constituição Federal, Legislação da Mulher, Estatuto do Idoso, Código de Defesa do Consumidor, entre outrasTenha acesso ao material de imprensa do Milton MontiEntre em contato com o Deputado Milton Monti

TELEFONES PÚBLICOS PODERÃO TER TECLADOS EM BRAILLE

Projeto do deputado Milton Monti obriga empresas de telefonia a instalar teclados numéricos no sistema Braille em todos os telefones de uso público até dezembro de 2012

Milton Monti

O projeto de lei 589/2011, apresentado pelo deputado federal Milton Monti (PR-SP) à Mesa da Câmara, altera a lei 10.098/2000, que fixa as diretrizes para a eliminação de barreiras arquitetônicas às pessoas portadoras de necessidades especiais. Pela proposta do deputado paulista, as companhias que operam o sistema de telefonia no País ficam obrigadas a implantar aparelhos com teclado no sistema Braille em todos os orelhões. A mudança, prevê ele, aconteceria em duas etapas. Mas o objetivo final é que todos os terminais de telefone público tenham o teclado em Braille até o final do ano que vem.

Para o deputado, o projeto visa promover a inclusão social das pessoas portadoras de deficiência visual, bem como a democratização do uso dos telefones públicos. “A palavra acessibilidade tem que sair do papel e ganhar as ruas definitivamente. O meu desejo é que as pessoas que são portadores da deficiência visual tenham total condição de acessibilidade a esse serviço público”, avalia.
Milton Monti reconhece que muitos telefones públicos ainda não contam com esse dispositivo, limitando o acesso de uma parcela significativa da população a um serviço que é de interesse do povo brasileiro. “Não é porque não tinham até agora que pode continuar assim. Com nosso trabalho, vamos melhorar o nosso país. Não tem hoje, mas pode ter amanhã e nós queremos que seja uma obrigatoriedade. O projeto é bem claro. Diz que todos os telefones públicos, os chamados orelhões, tenham o teclado em Braille para que as pessoas possam ter acesso a esse serviço público", reforçou.
O parlamentar reconhece também que há, em algumas regiões do País, empresas de telefonia que já oferecem o teclado em Braille, mesmo sem uma exigência legal. “É uma boa iniciativa, não é? Mas não pode ser uma coisa rara, tem que ser em todos os postos e cabines telefônicas”, defende.
Devido ao alcance e importância da proposta, Milton Monti acredita que seu projeto de lei terá grande aceitação no Congresso Nacional. Na sua avaliação, o custo é baixo e o benefício é alto, inclusive para as companhias telefônicas. “Inclusão social, neste caso, é também inclusão de novos clientes ao serviço. É bom para todos”, acredita.
O projeto de Milton Monti já ganhou apoio de entidades que defendem os interesses das pessoas portadoras de deficiência na visão. A Associação Brasiliense de Deficientes Visuais é uma delas. O presidente Justino Bastos elogiou a proposta. “Os deficientes visuais até se adaptam, na maioria das vezes, por aquele pontinho que existe no número cinco. Mas o interessante é que todo tipo de serviço, não só de teclado numérico ou alfanumérico, ou de outras situações tenha um formato Braille sim, para que as pessoas com deficiência visual possam ter o acesso com mais tranquilidade e certeza de que aqueles números ali são os que ele precisa”, disse. (com informações da Agência Câmara e Rádio Câmara).
 
 
Imprensa:
Saulo Adriano (14) 9701 1232


Deputado Federal Milton Monti Deputado Federal Milton Monti
Desenvolvimento AgênciaDot. Comunicação Em breve!