Leia artigos do Deputado Milton Monti

Educação com Responsabilidade

Repetidas vezes, dizemos e ouvimos dizer que a educação é uma ferramenta importante para nossa sociedade avançar, para nosso povo e nosso país crescerem rumo a um cenário mais favorável para todos nós, brasileiros. Eu também concordo com essa visão e

 
Página PrincipalFotos de eventos municipais e regionaisInformações úteis para gestores municipais - ministérios, órgãos públicos, indicadores municipais, secretarias regionaisNotícias e reportagensUtilidade Pública - informações úteis para cidadãos e empresas, como serviços disponveis para a população, concursos,  entre outrasLegislação - Constituição Federal, Legislação da Mulher, Estatuto do Idoso, Código de Defesa do Consumidor, entre outrasTenha acesso ao material de imprensa do Milton MontiEntre em contato com o Deputado Milton Monti

PROJETO ISENTA DE ICMS VENDA DE PRODUTOS PARA ESTRANGEIROS

Para o deputado federal Milton Monti, autor da proposta, exportações precisam ser desoneradas urgentemente

A Câmara os Deputados analisa o projeto de lei complementar 185/12, do deputado Milton Monti (PR-SP). A proposta isenta do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias (ICMS) a venda, no mercado interno, de mercadoria para consumidor estrangeiro que comprove a saída do produto para o exterior. “A desoneração é uma forma de incentivar as pessoas a comprarem os produtos e/ou equipamentos, modernizando os meios de produção”, justifica o autor. “As exportações precisam passar por um processo urgente de desoneração tributária, para aumentar a competitividade do Brasil no exterior e, ainda, criar mais empregos e renda no mercado interno”, complementa.

O deputado acrescenta que, com a proximidade da Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que trarão um grosso incremento do movimento de entrada de turistas no país, esse mecanismo de isenção vai-se constituir em vigoroso estímulo de produção e de vendas.
O projeto altera a chamada Lei Kandir (lei complementar 87/96). Hoje, a lei isenta de ICMS apenas as exportações para empresa comercial exportadora, armazém alfandegado ou entreposto aduaneiro. Pela proposta, os estados e o Distrito Federal firmarão convênio, no âmbito do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), para regulamentar a aplicação da não incidência do imposto no prazo de até 90 dias após a publicação da lei.
 
Tramitação

O projeto será analisado pelas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; de Finanças e Tributação; de Constituição e Justiça e de Cidadania; e pelo Plenário. (Agência Câmara)


Deputado Federal Milton Monti Deputado Federal Milton Monti
Desenvolvimento AgênciaDot. Comunicação Em breve!